Sexta, 10 Março 2017 10:12

Parceria entre Fundação BB e IDIS lança projeto em comunidades do Amazonas

Escrito por Dalva de Oliveira
Avalie este item
(1 Votar)

Municípios de Borba, Nova Olinda e Itacoatiara receberão tecnologias sociais de saneamento básico, tratamento de água e saúde

Nesta sexta-feira (10), a Fundação Banco do Brasil e o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social – IDIS lançaram, na superintendência do Banco do Brasil, em Manaus, o projeto “Tecnologias Sociais no Amazonas, que tem o apoio da Universidade do Estado do Amazonas – UEA e da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas – SUSAM.

Os municípios de Borba, Nova Olinda do Norte e Itacoatiara vão receber metodologias para o combate e prevenção de problemas nas áreas de saneamento básico, tratamento de água e saúde. Com investimento social de mais de R$ 1 milhão, a ação vai beneficiar duas mil famílias ribeirinhas e rurais, com foco especial na primeira infância.

“A reaplicação dessas tecnologias sociais possibilitará melhorias significativas na qualidade de vidas das populações atendidas. A efetividade da reaplicação poderá ampliar a atuação da Fundação BB para outros municípios com características semelhantes”, declarou João Júnior, gerente de Parcerias Estratégicas, Modelagem de Programas e Projeto da Fundação BB.

A comunidade de Axinim, que fica no município de Borba vai começar a receber, entre os dias 20 a 24 deste mês a Tecnologia Social HB, um método que ajuda na rápida identificação e tratamento da anemia ferropriva (deficiência de ferro no organismo) em alunos das escolas da rede pública de municípios brasileiros.

A diretora-presidente do IDIS, Paula Fabiani ressalta que o projeto vem para diminuir carências muito profundas dessas populações, como os casos de diarreia, anemia e necessidade de tratamento da água e de saneamento. "São pontos fundamentais que precisam ser sanados para a melhoria de vida das famílias e para o bom desenvolvimento das crianças. Assim, teremos uma geração mais saudável e indivíduos mais preparados para enfrentar os desafios da região, para manter a floresta de pé e essa riqueza que temos aqui que precisa ser cuidada por essa populações", disse.

As tecnologias sociais são soluções desenvolvidas com comunidades locais e que resolvem um determinado problema social. Com o sucesso da iniciativa, outras regiões também poderão ser beneficiadas. A escolha das tecnologias foi feita a partir de diagnóstico preliminar, realizado com a participação das populações locais, que auxiliaram na identificação das demandas e carências dessas comunidades. As práticas escolhidas já integram o Banco de Tecnologias Sociais (BTS), da Fundação BB, que reúne 850 experiências, capazes de gerar efetiva transformação social.

O IDIS já trabalha com as comunidades ribeirinhas do Amazonas desde 2011, quando junto com outros parceiros criou o PIR – Primeira Infância Ribeirinha. O PIR foi um projeto piloto que teve como objetivo final o estabelecimento de uma política pública para a primeira infância no estado. O projeto capacitou Agentes Comunitários de Saúde para que, durante as visitas domiciliares, orientassem as famílias sobre cuidados básicos de saúde para gestantes e crianças pequenas.

Os resultados foram positivos e o governo criou, no ano passado, o Programa Primeira Infância Amazonense (PIA) – lei 4.312, aprovada em 11 de março de 2016 –, que expande esse atendimento para todos os municípios do Amazonas. 

O evento de lançamento contou também com a presença do superintendente estadual do Banco do Brasil na Amazônia, Dermilson Garcia, da coordenadora estadual de Saúde da Criança (SUSAN), Katherine Benevides, da médica pediatra, especialista e infectologista, docente da Escola Superior de Ciências da Saúde da UEA, Ana Luisa Pacheco, do secretário de saúde de Itacoatiara, Braz Rodrigues e do secretário de Meio Ambiente de Itacoatiara, Lúcio Barros.

Conheça as iniciativas escolhidas pelo projeto “Tecnologias Sociais no Amazonas”:

HB: Tecnologia Social de Combate à Anemia Ferropriva
Trata-se de um método que ajuda na rápida identificação e tratamento da anemia ferropriva em alunos das escolas da rede pública de municípios brasileiros.

SODIS: Desinfecção solar da água
Por meio de mecanismos sinergéticos [simplificar] de radiação UV-A solar e temperatura, esta técnica trata a água para o consumo neutralizando os microorganismos/ bactérias elementos patogênicos causadores de diarreia e doenças relacionadas.

Banheiro Ecológico: saneamento descentralizado para comunidades ribeirinhas
Tem como objetivo, reduzir a contaminação de recursos hídricos, oferecendo solução de saneamento.

Saiba mais sobre o Banco de Tecnologias Sociais: fbb.org.br/tecnologiasocial

idis1  foto barco1

A realização deste projeto contempla três Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

3 6 11

 

Ler 833 vezes Última modificação em Segunda, 13 Março 2017 17:24

1 Comentário

  • Link do comentário Mª alice C. Oliveira Sexta, 10 Março 2017 19:50 postado por Mª alice C. Oliveira

    Me chamo Mª Alice Oliveira e sou Profª. da Educação do e no Campo, trabalho com Comunidades Tradicionais, um grupo de professores das áreas da ciencias do conhecimento, e passamos por essas comunidades, levando o conhecimento sistematizados e recebendo os
    "sabres locais", tendo em foco a importância da sustentabilidade, como forma de harmonizar o ambiente onde viver e tiram o seu sustento. Encontramos muitas dificuldades pela falta, não só de espaços físicos, como também de materiais didáticos para trabalhar com esses jovens do campo, mais nos encontramos na posição de troca e construção dos saberes dessas populações.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.