Mostrando itens por marcador: AVSI Brasil

Portal abertura 1157 por 605

Acordos beneficiam agricultores familiares, organizações da sociedade civil e jovens

A conexão de propósitos entre o Banco do Brasil, a Fundação BB, grandes empresas preocupadas com questões de responsabilidade social e instituições do terceiro setor que executam as ações, forma uma rede de participantes que trabalham pela geração de valor à sociedade e ao meio ambiente.

Dê uma olhada neste acordo que a Fundação BB fez com a Suzano, maior produtora global de celulose de eucalipto e uma das 10 maiores de celulose de mercado, além de líder mundial no mercado de papel:

 recorte matéria da Folha

Destaque na imprensa, a parceria da Fundação Banco do Brasil com a Suzano tem o objetivo apoiar a agricultura familiar por meio do fortalecimento da cadeia produtiva do mel apícola no estado do Tocantins (Bioma Amazônia) e da mandiocultura em comunidades dos estados do Espírito Santo e Bahia (Bioma Mata Atlântica).

aspas Elis 200 por 244

A presidente da Fundação Banco do Brasil, Elis Zilli, destaca que essas parcerias são oportunidades para o desenvolvimento econômico das comunidades que serão impactadas pelos projetos. “Temos certeza de que os resultados que serão alcançados contribuirão com a qualidade de vida dos participantes, promovendo a geração de trabalho e renda para agricultores familiares, a formação de jovens para o mercado de trabalho, e nos dois casos, reaplicando e valorizando as tecnologias sociais”

Rogério Miziara   aspas   195 por 250

Rogério Miziara, assessor especial da Fundação BB destaca a importância institucional destas parcerias. “A Fundação Banco do Brasil vem atuando, cada vez mais, em parceria com empresas que demonstram compromisso socioambiental em suas ações. A parceria com a Suzano e a Acelen reforçam a capacidade da Fundação BB de alavancar seu investimento social com a participação do setor privado”.

Cynthia kochi 250 por 250

Cynthia Kochi Tang, gerente de relacionamento da Large Corporate Agronegócios, que atende o Grupo Suzano no Banco, identificou a sinergia entre os projetos socioambientais que a Suzano realiza com os programas que a Fundação Banco do Brasil apoia. “Realizamos a ponte entre Suzano e a Fundação Banco do Brasil de modo a contribuirmos para a construção desta parceria em um tema tão importante como o ESG. Isso demonstra a relevância da amplitude de atuação do BB além do escopo financeiro, olhando o cliente como um todo, apoiando seus projetos sustentáveis e fortalecendo o foco no cliente”.

Mel - Tocantins

WhatsApp Image 2022 09 19 at 15.45.15   Copia   Copia

Objetivo: fortalecimento da cadeia produtiva do mel

Municípios: Angico, Darcinópolis, Nazaré, Riachinho e Santa Terezinha do Tocantins

Público participante: 800 agroextrativistas

Atividades planejadas: assistência técnica, construção de uma unidade de beneficiamento de mel e estruturação de logística

Investimento social: R$ 1,2 milhão

Com a Acelen, o acordo foi assinado para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e ambiental das comunidades do entorno da Refinaria de Mataripe (BA), por meio de projetos de formação de cerca de 200 jovens para o mundo do trabalho e do fortalecimento e capacitação de 30 Organizações da Sociedade Civil (OSC) locais.

Carlos Moitinho 250 por 250

A Refinaria de Mataripe foi a primeira refinaria nacional, iniciando suas operações em 1950. Segundo Carlos Moitinho, gerente de relacionamento da Large Corporate Rio de Janeiro, "a Acelen é uma empresa constituída no ano passado pelo Fundo Mubadala, de Abu Dhabi, depois de adquirirem a refinaria da Petrobras. A empresa é extremamente relevante no segmento de energia, sendo responsável por 30% da produção industrial e 20% da arrecadação do ICMS no estado da Bahia. O grupo está empenhado nos investimentos para o desenvolvimento da região".

Serão investidos R$ 4,4 milhões e a iniciativa será executada pela AVSI Brasil, parceira da Fundação BB que desenvolve iniciativas para a melhoria das condições de vida de pessoas em situações de vulnerabilidade social.

O nome escolhido para a iniciativa conjunta é Jornada Jovem Acelen, que contará com a expertise da equipe da Fundação BB na gestão e acompanhamento dos resultados do impacto socioambiental. Esse é mais um exemplo de conexão do setor privado e terceiro setor na geração de valor à sociedade e ao meio ambiente.

Jornada Jovem

Objetivo: inserir jovens no mercado de trabalho

Municípios: entorno da Refinaria de Mataripe (BA)

Público participante: jovens de 15 a 29 anos

Atividades planejadas: Formação para a Vida, Mundo do Trabalho e Tecnologia e Inovação.

Acelera OSCs

Objetivo: apoiar Organizações da Sociedade Civil (OSC)

Municípios: Candeias (BA), Madre de Deus (BA) e São Francisco do Conde (BA),

Público participante: 30 OSCs

Atividades planejadas: formações e mentorias que auxiliem no processo de regularização e formalização das instituições

 WhatsApp Image 2022 09 19 at 15.53.46 (2)


João Raful, VP de Recuros Humanos Acelen, Elis Zilli - pres. Fundação BB, Marcelo Lyra- VP Relações Institucionais e Comunicação Acelen, e Fabrizio Pellicelli - pres. AVSI Brasil
 

Publicado em Notícias

 parque Eólico Delfina Bahia 1157 por 605

imagem do site Enel Green Power

Iniciativa conecta o cuidado ambiental com a geração de renda

A Fundação Banco do Brasil e a Enel Green Power Brasil (EGP) se uniram para viabilizar a instalação de tecnologias sociais que irão conectar o cuidado com o meio ambiente e a geração de renda, promovendo o acesso à água de qualidade para 120 famílias que vivem no semiárido baiano. As comunidades participantes do projeto residem na área de influência do parque eólico Delfina, construído e operado pela EGP desde 2017.

Por meio do projeto Semiárido Sustentável - Desenvolvimento do Salitre, famílias de nove comunidades rurais de Juazeiro (BA) e Campo Formoso (BA) serão beneficiadas com a instalação de cisternas para armazenamento de água potável, fossas sépticas ecológicas e sistemas para reaproveitamento de água cinza, além de capacitação para melhor uso dessas metodologias.

A iniciativa reaplicará Tecnologias Sociais certificadas pela Fundação BB para a estocagem de água da chuva para consumo humano, especialmente para beber e cozinhar, limpeza das casas, produção de alimentos e criação de animais para consumo próprio e comercialização.

Tecnologias Sociais

55 cisternas com capacidade de 16 mil litros cada;
25 fossas sépticas ecológicas para a melhoria do saneamento básico na área rural e implementados;
60 sistemas de Bioágua para o reuso de águas cinzas (chuveiros e pias) que, após processo de filtragem, podem ser utilizadas para irrigar alimentos como tubérculos, frutíferas e forrageiras;
Público: 120 famílias de 9 comunidades rurais, 5 escolas públicas;
Cidades: Juazeiro (BA) e Campo Formoso (BA).

 Fernando Lassalvia   dir CIB 150 por 210

Na área negocial, o Banco do Brasil tem uma relação muito sólida com a Enel, que é a maior empresa privada do setor elétrico brasileiro, com atividades nas áreas de geração, distribuição, transmissão e comercialização de energia. “Nosso relacionamento com a Enel é forte e estreito. Somos o banco centralizador da cobrança do grupo, com mais de 6 milhões de boletos por mês. Além disso, temos arrecadação, débito automático, fiança internacional de mais de R$ 50 milhões e uma margem de contribuição que alcança R$ 2,5 milhões por mês. Um relacionamento bastante robusto que nos abre portas para fechar parcerias como esta com a Fundação BB”, ressalta Francisco Lassalvia, diretor de Corporate and Investment Bank no BB.

Manejo sustentável da terra e das águas

 Leonardo caso   ger contas Large Corporate 150 por 192

O escopo do projeto realizado pela EGP e pela Fundação Banco do Brasil será executado pela  AVSI Brasil, uma organização brasileira dedicada a melhoria das condições de vida de pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade com a qual tanto a Fundação BB como a Enel já tinham uma parceria. “Ao conectarmos o BB, Enel, Fundação BB e AVSI, juntamos forças para tirar do papel esse belo projeto em que o BB apoia um grande cliente extrapolando o escopo das soluções financeiras”, conta o gerente de relacionamento Leonardo Caso, responsável pela conta da Enel no escritório Large Corporate Rio de Janeiro.

A partir da implementação do projeto, também será realizado durante um ano o monitoramento das etapas de plantio, manejo e colheita em três unidades micro produtivas agropecuárias da região, com orientação para que as famílias façam uso adequado do solo e das águas.

 Rogério Biruel   dir Fundação BB 150 por 195

Rogério Biruel, diretor de Desenvolvimento Social da Fundação Banco do Brasil, destaca que “as tecnologias sociais reaplicadas irão transformar a realidade das famílias beneficiadas. Esta parceria com a Enel é muito importante para a Fundação BB, uma vez que promove o desenvolvimento sustentável da região onde a empresa atua, cuidando do meio ambiente, gerando trabalho e renda e melhorando a da qualidade de vida das comunidades".

Sobre a Fundação Banco do Brasil

A Fundação BB é o braço social do Banco do Brasil. Há 36 anos, contribui para a transformação social dos brasileiros e com o desenvolvimento sustentável do país. Por meio da parceria com instituições privadas, públicas e do terceiro setor, são apoiados projetos e ações em 5 programas estruturados - Educação para o Futuro, Meio Ambiente e Renda, Voluntariado, Tecnologia Social e Ajuda Humanitária - que promovem a geração de trabalho e renda em todas as regiões do Brasil. Clique aqui e acesse as principais realizações da instituição em 2021.

Publicado em Notícias
Segunda, 22 Julho 2019 16:39

Pernambuco sedia novo projeto em educação

Portal Interno Vozes Daqui

A iniciativa pretende criar um ambiente escolar harmonioso por meio de ações educativas e socioculturais no município de Goiana

Nos últimos 10 anos, a Fundação Banco do Brasil investiu cerca de R$ 255 milhões em educação em todo o país. Só no estado de Pernambuco foram mais de R$ 14 milhões aplicados em 294 projetos de 37 municípios, beneficiando cerca de 30 mil pessoas.

Agora, a Fundação BB se une à Fiat Chrysler Automóveis (FCA) e a ONG AVSI Brasil, para desenvolver o projeto Vozes Daqui, que atuará por meio de ações educativas e socioculturais e beneficiará cerca de 450 alunos do ensino fundamental 2, 25 professores e gestores escolares, além de 40 lideranças e moradores da comunidade, do município de Goiana (PE). O projeto pretende despertar e aprimorar o interesse de alunos e da comunidade pelo ambiente escolar e terá duração de três anos.

A parceria foi firmada na quinta-feira (18), em Brasília. Na oportunidade, o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares, ressaltou a importância da união das três instituições a favor da educação. “Sabemos que o problema da educação não se resolve de um dia para o outro. Mas uma parceria importante com a Fiat Chrysler Automóveis e com a AVSI, vem para valorizar a escola e o professor.Assim a comunidade ajuda a construir um futuro melhor”, declarou.

Ao todo, o Vozes Daqui vai receber investimento social de aproximadamente R$ 1,5 milhão durante o período de execução, e as ações estão programadas para o início do mês de agosto. Serão desenvolvidas atividades de mobilização e identificação de alunos e professores; pesquisa e diagnósticos participativos sobre o ambiente escolar, a história e cultura de Goiana; capacitações e formações por meio de oficinas educativas e da Educomunicação (uso das mídias na educação); implantação de projetos de melhoria escolar, além de ações sistemáticas e permanentes de monitoramento e avaliação.

Para Fernão Silveira, diretor de comunicação Corporativa e Sustentabilidade da FCA, a expectativa é das melhores. “Estamos todos com o coração aquecido e com as expectativas muito altas, porque estamos unindo três grandes nomes: a Fundação BB, a FCA e a AVSI. Queremos tornar as comunidades protagonistas da mudança social por meio da educação e temos certeza do impacto positivo desta iniciativa que vai transcender os alunos da rede municipal de ensino de Goiana. Vai se expandir pela Zona da Mata Norte e contagiar Pernambuco. O começo está sendo fantástico e estamos muitos animados em colocar esse projeto em pé”, afirmou.

O vice-presidente e diretor territorial da AVSI Brasil, Jacopo Sabatiello destacou a importância de trabalhar com alianças diversificadas, setoriais e multilaterais, já que a parceria pretende valorizar as diversidades, as diferentes capacidades, recursos humanos, tecnológicos, técnicos e financeiros de todos os envolvidos. “Com a participação de mais atores, o resultado é muito maior do que a soma da contribuição que cada um poderia dar individualmente. O último Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o número 17 da ONU, foca na parceria e implementação de alianças estruturadas por meio das ferramentas jurídicas, metodológicas, financeiras e técnicas que possam responder de forma integrada à complexidade dos problemas que hoje temos que enfrentar”, avaliou.

“Nossos projetos sociais são potencializados pelas parcerias e essas três instituições se unem com o mesmo propósito: demonstra o real compromisso social com a educação que pode ser transformadora para professores e alunos tornando-os protagonistas. Temos bastante expectativa nesse projeto que vai ser bem importante para população local, destacou João Pinto Rabelo Júnior, vice-presidente de Governo do Banco do Brasil.

 

Publicado em Notícias